Writing and identity

Publicado originalmente em Idiot Joy Showland:
There are also others, an infinite number of them, the innumerable generality of others to whom I should be bound by the same responsibility, a general and universal responsibility. I cannot respond to the call, the request, the obligation, or even the love of another without sacrificing the other…

Mentiras. A insolência para prosperar sob a proteccão da frieza

Acima de tudo uma coisa, meu filho. – A imoralidade da mentira não consiste na violação da sacrossanta verdade. Ao fim e ao cabo, tem direito a invocá-la uma sociedade que induz os seus membros compulsivos a falar com franqueza para, logo a seguir, tanto mais seguramente os poder surpreender. À universal verdade não convém…

Storytelling

Con las palabras surge el miedo al abismo que abren, agónico, en el vértigo de ideas e imágenes con las que podemos alcanzar el límite del universo o vivir nuestro pasado a partir de la angustia, la nostalgia y la melancolía idealizadas en cualquier instante creador de nuestra historia. Palabras para contar pasados o futuros…

The Swedish model is dying — LARS P. SYLL

The 2017 OECD Economic Survey of Sweden — presented today in Stockholm by OECD Secretary-General Angel Gurría and Sweden’s Minister of Finance Magdalena Andersson — points out that income inequality in Sweden has been rising since the 1990s. I would say that what we see happen in Sweden is deeply disturbing. The rising inequality is […]…

Idade

No momento no qual todos os caminhos são de volta, e a idade uma piada doente do tempo, saudades de planos rotos ficam na beira, boiando na consciência de não ter sido mais do que um sonho, na procura de felicidade. Acordamos bruscamente á irrealidade das lembranças dum mundo no que apenas deixamos as faíscas de…

Homo Burbuja

Nada como divagar cuando vivimos en una realidad donde las escasas certezas resultan insuficientes e incompletas en sí mismas. ¿Qué sabemos? Realmente, poco. Que cuanto más indagamos, y creemos descubrir, nuevas preguntas aparecen. Y entonces creamos el verbo, la palabra, para hacer la pregunta, para desentrañar el misterio, para volver a empezar una carrera en…

Uma barata no sofá

Isto podia ser o título de um conto de crianças mas não é. Ontem cheguei a casa e tinha uma gigantesca barata no meu sofá. Alegremente sentada no MEU lugar habitual. Malta, eu até gosto de bicharada. Gosto de traças, brinco com osgas, simpatizo com centopeias, apanho as aranhas pelas patas, diria que no geral […]…

Yeah, Yeah…I’ve Been Busy!!!

Publicado originalmente em Damn Ugly Photography:
September 7th That was the last time I dropped a post on the old Blog. More than two months. That’s gotta be a record, even for me. You know, life gets in the way and things get back-burnered, but I’ve been busy. Well…if we’re being totally honest, as some…

O PSOE e a crise da social-democracia europeia — A Estátua de Sal

(Manuel Loff, in Público, 01/10/2016) A crise do PSOE é um dos casos mais gritantes do momento decisivo por que passa a social-democracia europeia no novo ciclo histórico que a grande crise do capitalismo globalizado abriu. Nos tempos que vivemos, para que serve politicamente a social-democracia? Depois de 60 anos a defender a salvação do…

La “E”

Se calló la E y el precipicio abisal sacó a relucir las tensiones telúricas de egoismo y ambición que acabaron por destruir, como un alacrán de aguijón suicida, la Rosa que en su día sirvió de esperanza para una España social, progresista, cosmopolita e integradora de todos los acentos que la distinguen y enriquecen (cualquiera que fueran las grafías…

O minuto do orvalho

Hoje recebi um exemplar do 2º Anuário da Nova Poesia Brasileira, onde, conforme eu disse aqui anteriormente, o poema que escrevi para minha filha Joana em agosto de 2015 foi publicado. Além da satisfação, da sensação de dever cumprido, recebi uma dose extra de combustível: o Certificado de Qualidade Literária, com direito à medalha! Quero […]…