Não é submundo, é o capitalismo globalizado

Chapeu PanamáSob esse tão lindo chapéu não se pode mais ocultar o latrocínio dos grandes homens, dos patriotas, e dos que enchem a boca de populismo ao falarem da Nação (das suas). Mas também não se pode suportar mais a ineficiência dos funcionários e políticos que o estão consentindo, seja por fraqueza, por medo, por ausência de carácter, ou interesse pessoal (haverá que acreditar isto, tendo em vista que não agem para atacar o problema na raiz) incapazes de trabalhar para a cidadania que os elegeu, e por quem dizem sacrificar até a vida.

Além dos miles de milhões de euros defraudados por quem se acredita no topo da sociedade, ou pelos delinquentes internacionais – drogas, armas, escravatura humana, delitos ambientais … –  o que existe atrás essa corrupção de opulenta des-solidariedade são a injustiça, a pobreza  e o desespero dos desempregados, a fome e a incerteza no futuro para os meninos e  jovens, a falta de humanidade das Administrações estaduais e europeias com os refugiados e imigrantes, o esquecimento dos velhos e de todos os desfavorecidos. Está o pecado da cobiça, da ambição sem limite, legalizado para os traidores as democracias e para os desregulamentados inimigos da Humanidade, para as térmitas que roem os alicerces das sociedades que se proclamam modernas, esses são o verdadeiro perigo.

Chega de olhar para outro lado! Já conhecemos os nomes, o mais grande segredo do Diabo, e agora temos que fazer que somente possam receber juros de medo dos seus Paraísos.

A Estátua de Sal

(Daniel Oliveira, in Expresso Diário, 05/04/2016)

Autor                                        Daniel Oliveira

Já sabíamos da existência dos labirintos financeiros que passam pelas offshores. A novidade da Panama Papers é que desta vez nos mostraram o mapa do tesouro. “Eles” passaram a ter nome. Tanto podem ser o primeiro-ministro da Islândia (pouco tempo depois da direita ter regressado ao poder já está de novo a afogar-se num escândalo), Vladimir Putin (nada mais nada menos do que dois mil milhões de dólares debaixo do colchão) ou narcotraficantes mexicanos. Da família do presidente Xi Jiping ao pai do primeiro-ministro David Cameron. 29 multimilionários da lista dos 500 mais ricos da “Forbes”. São políticos, grandes empresários, estrelas de cinema e do futebol, traficantes de droga ou terroristas.

São 40 anos de história de atividades legais e ilegais, mas quase todas serão danosas para os Estados. Não estamos a falar propriamente do submundo da finança e das empresas…

View original post mais 648 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s